domingo, 30 de novembro de 2008

QUESTIONÁRIO PARA MICHEL ECHENIQUE ISASA

Como Michel Echenique Isasa, um dos principais diretores da Nova Acrópole na América do Sul comentou em nosso blog, sugerindo que cometemos erros, nos colocamos prontamente abertos em esclarecer. Como ele nos sugeriu um diálogo, segue então um grande questionário de dúvidas sobre Nova Acrópole a ser respondido por representantes da própria Nova Acrópole, e talvez, dissipar de vez a dúvida sobre seita ou não. Aguardamos a sua resposta por email ou até mesmo por comentários no Blog.

Eis algumas perguntas :

O que é o Corpo de Segurança?

A Nova Acrópole é um projeto dos deuses?

O discípulo deve obediência ao mestre?





Questionário para Michel Echenique Isasa

Segue o questionário abaixo como forma de iniciarmos o diálogo que Michel Echenique sugeriu em seu comentário ao Blog. Esse questionário será publicado por completo respondido no blog. Em seguida, todos os posts do blog serão ampliados de acordo com as respostas indicadas por você, Michel, de maneira que sua opinião constará contrastando ou não com o conteúdo atual do blog.
As perguntas estarão divididas por assunto em negrito.


O Símbolo da Nova Acrópole

O símbolo da águia solar é um símbolo interno da Nova Acrópole?

Qual o significado desse símbolo? Qual a origem dele?

Há alguma semelhança entre o símbolo da águia citado e o símbolo do Nazismo?

Se vê o símbolo da águia solar com o machado, a pena e a tocha em todas as escolas acropolitanas para que todos os interessados o vejam no primeiro contato com a Instituição? Poderia mandar-nos uma imagem escaneada desse seu decalque da águia para colocarmos no blog?

Há alguma devoção em relação ao símbolo? Se faz a saudação de levantar o braço direito e dizer AVE! em direção ao símbolo citado montado como um estandarte?

Qual o significado dessa saudação AVE! dentro da Nova Acrópole?




O Símbolo do Corpo de Segurança

O que é o Corpo de Segurança?

Existe mesmo esse símbolo?

O símbolo se parece com as runas Sig, usadas também pelos oficiais da SS nazista. Há alguma semelhança? São as mesmas runas? Qual o significado do símbolo como um todo? Ele é um símbolo público? Está exposto em qualquer sede da Nova Acrópole de forma que qualquer um possa ver no primeiro contato com a instituição?

Há algum treinamento físico feito pelos participantes do Corpo de Segurança?

Como acontece para que um indivíduo participe do Corpo de Segurança? Mulheres também pode?




O Machado

Por que os membros da hierarquia acropolitana usam o Machado de Dois Gumes como símbolo? Existe realmente este símbolo? Qual o significado dele?

Há alguma semelhança entre o Machado de dois gumes acropolitano com o símbolo usado por regimes facistas como por Vichy na França?

Esse é um símbolo que qualquer pessoa tem acesso quando tem contato pela primeira vez com a Instituição?




Nova Acrópole e o Ideal

O que é o Ideal Acropolitano?

O livro “O Ideal Político” é realmente um livro da Nova Acrópole? Os membros da Nova Acrópole estudam esse livro como matéria de Nível II? É um material de estudo ou é um livro falso?

No livro Cartas à Délia e Fernando há uma parte que sugere que “se tivermos que eleger o que devemos fazer, entre o que nós queremos e o que é válido ao Ideal, elejamos sempre o último”, porque devemos dar tanta importância assim para o Ideal a ponto de deixarmos o que nós queremos?

A Nova Acrópole tem objetivos relacionados à política? Que objetivos são esses?

Há dentro do Ideal Acropolitano a questão da raça ariana como estudada pela Teosofia? Há alguma relação entre essa raça ariana e a raça ariana buscada pelos nazistas? Ou tem outro significado essa raça ariana?




Nova Acrópole e os deuses

A Nova Acrópole é um projeto dos deuses? O que são esses deuses para a Nova Acrópole?

Há alguma comunicação entre DSG (Délia Steinberg Guzman) ou Beatriz Diez-Canseco com os deuses, alguma canalização que acontece principalmente na passagem de ano novo?

Sri Ram, antigo presidente da Sociedade Teosófica Mundial realmente testou os 3 discípulos teosofistas para que fosse montada a Nova Acrópole? Isso foi um plano de deuses executado por Sri Ram e em seguida assumido por JAL (Jorge Angel Livraga Rizzi)?




Nova Acrópole e seres incorpóreos

A Nova Acrópole acredita que existam seres incorpóreos, como duendes, gênios de objetos e plantas?

A Nova Acrópole acredita que exista A Grande Fraternidade Branca, como citado no livro Introdução à Sabedoria do Oriente, estudado no Nível II?

A Nova Acrópole acredita que há resto Atlantes e Lêmures entre a humanidade? De onde vem essa informação?

Você Michel Echenique Isasa identificou algum deva do Amor e do trabalho na região do Módulo São Jorge, em São Francisco Xavier – São José dos Campos – SP?




Nova Acrópole e a Sociedade Teosófica

Por que os princípios acropolitanos são semelhantes aos princípios da Sociedade Teosófica?

É verdade que a Nova Acrópole é um projeto de Sri Ram que acreditava que a Sociedade Teosófica não cumpria com seus objetivos?

A Nova Acrópole tem estudos teosóficos? Se estuda os livros da teosofia como A Doutrina Secreta, Isis sem Véu como ramos de filosofia?

Por que a Sociedade Teosófica Mundial se posiciona de forma contrária à Nova Acrópole?




Nova Acrópole e outras instituições

Qual a relação entre a Nova Acrópole e a Associação Hastinapura?

Quem é Ada Dolores Albrecht? Por que ela não está mais na Nova Acrópole?




Nova Acrópole e pessoas

Miguel Martinez era mesmo um membro da Nova Acrópole e presidente da Nova Acrópole no Egito?

Pepe Rodriguez comete quais erros ao enquadrar a Nova Acrópole como seita destrutiva? E por que a Nova Acrópole perdeu o processo contra o Pepe Rodriguez?




Nova Acrópole e o esoterismo

A Nova Acrópole acredita na Tradição?

O que é essa Tradição?

Houve no passado alguma revelação dos deuses que a Nova Acrópole busca reencontrar?

A Nova Acrópole tem alguma relação com escolas ocultistas e de esoterismo? Há alguma matéria que estuda esoterismo, simbolismo? Quais? Há também alguns exercícios relacionados com esoterismo?




Nova Acrópole e o discipulado

O discípulo deve obediência ao mestre? Qual é a diferença entre discípulo e aluno?

O que é a devoção dentro da Nova Acrópole?

Os acropolitanos fazem o cumprimento AVE! para o Estandarte da Águia, para Sri Ram, Madame Blavatsky, JAL antes de atividades relacionadas à escola?

Ao discípulo acropolitano é sugerido se desapegar de suas coisas, de sua personalidade, de suas coisas em nome do Ideal?

A primeira vez que você, Michel Echenique, entra em um recinto no dia os acropolitanos se levantam? O mesmo acontece para com outros Mandos Machados? Por que?





Nova Acrópole e a filosofia à maneira clássica

Quais são as matérias estudadas em todos os 7 níveis acropolitanos? Há um curriculum a ser seguido?

Qual a diferença básica entre a filosofia à maneira clássica e a filosofia acadêmica?

O que são os moldes tradicionais que você cita em seu comentário? Por que são considerados tradicionais?

O que é exatamente o “aprender a viver! Não apenas pensar.” dentro da Nova Acrópole? Há algumas condutas morais certas e outras erradas? Cite exemplos.





Michel Echenique Isasa e a Nova Acrópole

Na condição de um homem público como citou em seu comentário, qual é a sua profissão? Você tem alguma carreira profissional além da Nova Acrópole?

O que é o Ney Kung? Como você o desenvolveu? Foi no Chile, através de alguma canalização mediúnica?

Muitos acropolitanos dizem que há um vídeo seu pulando 16 homens de pé somente com o impulso das pernas, isso é verdade? Esse vídeo poderia ser postado no Youtube?

Michel, há algum interesse da Nova Acrópole ou mesmo seu de estabelecer uma faculdade de Políticas Públicas no Brasil? Qual a relação disso com a Associação Cultural Nova Acrópole e com o Ideal Político?



Michel, há algum outro ponto que gostaria de comentar para que continuemos esse diálogo?



31 comentários:

Miguel disse...

Ao sem nome e sem rosto...

Pena que você não tenha começado dialogando ao invés de desinformar e manipular, pois teria evitado ler certas coisas incomodas que ainda tenho a dizer:
Você desinforma quando coloca o termo forças vivas de forma especifica, já que é um termo genérico que denota grupos humanos, forças humanas de trabalho idealista, seja pela Pátria, pela sociedade como um todo ou por um ideal, como é o caso de Nova Acrópole, um ideal de Sabedoria.

Você manipula quando tenta forçar a simbologia ao dizer coisas que não são próprias dela. A simbologia é uma linguagem atemporal, em si mesma, não é nem boa, nem ruim, isto depende de quem a usar, ou seja estamos falando de uma linguagem universal que existiu sempre e que permite àqueles que procuram a Sabedoria aprofundar-se no conhecimento das Leis da Natureza.

Você manipula quando diz que toda dependência é como as drogas, mas e o Amor? Quando duas pessoas se amam, não querem estar juntas sempre? Isto para você é ruim? Quando alguém ama a um ideal de sabedoria, de verdade, de justiça, de beleza, e quer permanecer nisso pelo resto de sua vida, isto para você é ruim? Porque para mim isto é natural!

Pois bem, agora posso responder as suas perguntas.
Com relação a 1ª.)
Na Nova Acrópole somos todos voluntários, e quando alguém manifesta intenção de ajudar a causa acropolitana, seja em ação social ou promovendo Nova Acrópole assinamos um contrato de voluntariado de acordo as normas emitidas pelo Ministério do Trabalho. Quando não queremos, por alguma razão, continuar nessa ação cancelamos os nossos contratos de voluntariado e se voltássemos a ter intenção de trabalhar voltamos assinar um novo contrato. Em particular o que você denomina corpo de segurança não é nada mais que homens e mulheres voluntários que tem uma proposta interior de aprender a lidar consigo mesmo, com seus medos, stress, ansiedade, etc, e que buscam a formação necessária nessa área através do atendimento ao publico que vem a Nova acrópole, da ação social voluntária como bombeiros voluntários, ação de reflorestamento, ecologia, salvamento e resgate em casos de catástrofes naturais, e campanhas de solidariedade em geral. Acreditamos que o mundo pode ser melhor se as pessoas aprendem a ajudar. Você não acredita nisto?

Com relação a sua 2ª. Pergunta:
Em Nova Acrópole cada pessoa tem suas próprias crenças, e respeitamos isto! Em termos institucionais somos um movimento mundial, cultural, filosófico e social que foi fundado em base a inspiração do legado dos grandes sábios e mestres da humanidade, e foi fundado em termos jurídicos, legais e educacionais por seres humanos que concebem uma causa humanista e espiritual.

Com relação a sua 3ª pergunta:
Tradicionalmente a relação entre mestres e discípulos é principalmente de respeito e admiração mutua e de um espírito profundo de amizade, onde quem sabe ensina e quem não sabe aprende. Se a obediência para você é um problema, no caso da filosofia não é, já que para aprender devemos obedecer aos princípios e os valores do conhecimento transmitido, então, não existe obediência pessoal, existe uma coerência com relação ao que queremos e ao que podemos obter.

Por ultimo, não é você quem vai definir se Nova Acrópole é uma seita ou não, isto é bem mais uma questão publica e social. Seita separa, aliena, e isola; nossa ação no mundo por outro lado é social e publica, outorgamos bolsas de estudos aos jovens acropolitanos que necessitam de ajuda para estudar nas universidades, escolas técnicas, etc.
Temos anualmente festas oficiais de confraternização com todas as famílias dos acropolitanos, onde apresentamos nossos trabalhos realizados através de um fórum publico onde qualquer pessoa opina, coloca moções e reclamações, se for o caso.
Promovemos o estudo vocacional, tanto para alunos como professores, seja na rede publica ou privada, pois a vocação é uma questão fundamentalmente social.
Desenvolvemos campanha de utilidade publica, de bastante valor, e acudimos quando somos convocados na defesa civil ou em outras áreas. Isto é muito mais torna Nova Acrópole um bem social e um movimento de utilidade publica.

Por enquanto é isto, se precisar de mais esclarecimento é só pedir. Michel Echenique.

Anônimo disse...

Qual é o objeto em discussão do blog? A Nova Acrópole ou a identidade do autor do Blog? Os fatos sobre a Nova Acrópole estão ai. Passaram a não comentar sobre eles. E os símbolos internos; cumprimentos; crenças; exercícios esotéricos; estudos teosóficos;etc? A Nova Acrópole tem isso ou não? Essa é a questão em si. É verdade ou mentira essas coisas? O Questionário é o centro da discussão. Não parece que ninguém está caluniando ninguém aqui. Está é em uma busca de informações... E os Acropolitanos começaram a agir estranhamente, se dizendo advogados e defendendo a NA de ataque nenhum. Atenham-se às informações... e ai, a Nova Acrópole tem alguma coisa de religiosidade dentro da sua estrutura ou isso é lorota?

Luiz garcia disse...

Sou membro de Nova Acrópole desde 1983, tendo entrado nela no Rio de Janeiro e, posteriormente mudado para Fortaleza (CE) e, hodiernamente, moro no Crato (CE). Além de pai e esposo, sou advogado e professor universitário e não me considero maluco, doente ou coisa aparecida.
Quem, covardemente, se esconde atrás de apelidos (Demiurgo) bem pode ser maluco, doente ou coisa aparecida, pois não quer assumir a própria personalidade, o que demonstra um carater fraco, baixo e duvidoso, se escondendo atrás do anonimato que é, inclusive, vetado pela Constituição Federal.
Nestes 26 anos que vivo acropolitanamente somente tem me dado o santo orgulho de ver-me próximo de pessoas que realmente se importam com o seu semelhante, com sua cidade, com seu planeta.
Nós, acropolitanos, trabalhamos limpando nosso planeta, dando abrigo e proteção aos desvalidos, criamos hospitais, escolas, abrigos, etc., buscamos tirar os jovens das ruas, onde são alvos perfeitos para homens inferiores (como esse que se esconde atrás de um apelido) que exploram-lhes o corpo e a mente, dando a esses jovens uma formação moral e ética, dando-lhes uma formação filosófica à maneira clássica.
Ademais, ser jovem não é ter pouca idade mas ter uma alma banhada nun ideal de juventude.
Não tenho procuração da Nova Acrópole para defendê-la mas, como homem de bom senso que vive aos moldes acropolitanos, não posso deixar de marcar meu mais veemente protesto e indignação contra as aleivosias assacadas e contra as mentiras e leviandades atiradas contra uma Instituição existente em mais de 50 paíse e que tem mais de 50 anos de existência.
Sr. Demiurgo, seja realmente um "Deus criador" e deixe de tentar (inultimente) destruir algo que somente faz o bem, ou será que você está a soldo de alguém ?
Luiz Garcia
Crato - Ceará

Mateus disse...

Não penso que o "Sr" Demiurgo tenha intenção de atacar a QUALQUER CUSTO a NA.
É preciso observar que o "Sr" Demiurgo tem permitido os comentários de membros da NA defendendo a escola.
Da minha parte, quanto aos comentários do "Sr" Demiurgo considero que apresentam um vies muito negativo da escola - e como sabemos, qualquer coisa pode ser apresentada como um vies negativo.
Minha conclusão final é: seus posts são o fruto de sua visão pessoal do que de uma proposta imparcial de discutiar a natureza da escola.
Dos seus comentarios está patente que perteceu a escola por um longo periodo (ou ainda pertence). Em várias instituições ou atividades podem ocorrer a projeção de suas proprias paranoias, conflitos e traumas gerando uma visão distorcida do mundo. Talvez você devesse rever sua própria experiencia na instituição e avaliar o que realmente ocorreu.

Demiurgo disse...

Mateus, não se atente às entrelinhas de possíveis experiências pessoais em relação à NA (apesar de improváveis). Esse questionário aqui é uma base sobre o que exatamente se esconde por trás de um véu da NA. Procure essas respostas e entenderá a questão. Quando se vai à NA, em tese, pela primeira vez, se vai em busca de algo relacionado à filosofia e ao pensamento racional moderno, como é divulgado pela instituição. Contudo, você se encontra depois de um tempo envolto à várias evocações religiosas, cultos teosóficos, crenças entre pandavas e kuravas, devendo obediência total à um Ideal Acropolitano.
Se atenha à essas perguntas que foram aqui feitas. Procure entender o que é a NA.

Anônimo disse...

Eu fui aluno (a) do primeiro nivel de uma N.A no Rio Grande do Sul. E a diretora dizia que eu tinha potencial de sacedote (iza)(até hoje não entendi o que isso realmente significa?)Até que um dia eu abri por engano a porta do quarto onde colocavam o "altar". Bem, fui surpreendid(o)a com um lugar a luz de velas com imagens de diversas crenças das quais poucas consegui identificar na hora(sempre estudei simbolos e crenças, mesmo antes de conhecer a N.A). Fiquei no momento assustad(o)a e fui perguntar a diretora da escola o que aquilo significava. E como ja descrito nesse blog fui respondido(a) com um: -Saberas no momento certo.
Isso pra mim foi a gota d`agua para sair da instituição. Não conclui o primeiro nível. Mas eu tenho a apostila desse nivel e realmente tudo o que esta escrito nela esta como aqui descrito. E mais!Tenho gente conhecida la dentro e realmente confirmo a lavagem cerebral que essa pessoa sofreu(As situações que passei lá e os "ensinamentos" me lembram até o livro de Aldous Huxley - Admirável Mundo Novo. Recomendo o livro a quem esta aqui interessado no assunto).
Bem e antes que um fervoroso discipulo venha atacar-me como uma especie de traidor ou Darth Vader(eles adoram utilizar personagens de filmes como exemplos)eu digo e repito a quem quiser saber a N.A é no minimo suspeita em suas atividades e sou testemunha de que tudo o que foi descrito no blog na parte que fala de religião foi vivenciado por mim.(tudo o que eu vi dentro do periodo e da graduação em que eu estava). Por fim, quero dizer que considero a instituição aqui referida como Seita.

André disse...

Non nobis domine
"Carroça vazia faz muito barulho."

Anônimo disse...

Fui membro da NA e no início até me encantei com os temas das palestras, as aulas de Michel e todo o mistério envolvido. Mas, com o tempo percebi, que estava dentro de um lugar que me dizia que lá fora, existiam certas hiprocrezias que não encontraria ali.Pois afinal eu era uma acropolitana... Enfim, quando descordei de algumas coisas impostas percebi, que para ser considerada como um ser comum encontrado lá fora não ficaria difícil... Vi que a manipulação existia sim ali dentro e as coisas ficaram visíveis quando em uma semana tinha que comprar dois ou três títulos de autores acropolitanos para que eu pudesse ter um conhecimento a mais em minha"evolução" e ser passada de grau.Sendo que os assuntos tratados dentro desses títulos, estavam voltados a visão acropolitana e não embasavam o conhecimento prático, somente teórico. Ou seja, você estava ali para aprender o que servia para eles, o que eles queriam que você aprendesse para uso dentro da instituição. E não o que agregaria no seu conhecimento sua evolução. Além do que pagar a mensalidade para manter a instituição. Tinha assumido uma secretaria que eu tinha que levantar financeiro para mantê-la. Em nenhum momento assinei contrato fundamentado nas leis de trabalho para ser um voluntário. O que era me concedido metas para que eu conseguisse atingir os objetivos. Nem que para isso eu tivesse que deixar minha família, meu trabalho, meus estudos por que na verdade eu estava ali "por um ideal maior". Quando ao termo discriminação, também fui discriminada pela cor de roupa que usava, pelo tipo música que ouvia e também por minha religião. Porque na verdade como uma acropolitana eu tinha que enquadrar na visão comum e não podia chamar a atenção.Muitas vezes ouvi nas palestras que algumas religiões extorquiam financeiro de pessoas, mas a mesma pratica encontrei ali dentro. De forma sútil e desapercebida diante dos olhos. Se você tem senso crítico existe uma chance de sair do cíclo vicioso, que a NA tenta imputar dentro de você. Onde seus dias são tomados e você por diversas atividades que possui dentro da NA não percebe e se desliga do mundo real. Ou seja, tornando na prática a velha historia contadas por eles mesmos sobre O MITO DA CAVERNA DE PLATÃO.
Manifesto através deste blog a experiência que vivi e acredito que ser melhor ou transformar um mundo melhor não está necessariamente ligado a filiação a qualquer instituição ou religião. Isso está dentro de cada um... E esta busca, deve-se contínua e solitária. Agradeço a oportunidade de liberar tudo o que anos venho guardando sobre a NA.

Membro Inativo disse...

Michel Echenique Isasa
(26/05/1949 – 25/05/2010)

A Associação Internacional Nova Acrópole do Brasil informa a todos os seus membros voluntários o falecimento do Fundador e nosso Diretor Nacional, o Professor Michel Echenique Isasa.
Em 1984 o professor Michel fundou a Nova Acrópole no Brasil na cidade de São Paulo e hoje, graças aos seus esforços contamos com mais de 100 filiais desenvolvendo nossas atividades de estudos comparados – curso de filosofia à maneira clássica – voluntariado, humanismo e artes, sem falar no enriquecimento pessoal de todos os que participam do convívio e espírito de amizade que são cultivados em todas as sedes no país.
Michel Echenique durante 40 anos foi um filósofo a maneira clássica que divulgou os princípios da fraternidade, amor e conhecimento através de um exemplo de vida e de convívio humano. Por onde passava impressionava pelo seu profundo conhecimento sobre os mais diversos temas, grande sabedoria e extrema simplicidade com que os transmitia a quem quer que fosse com uma oratória clara e apaixonada digna de um grande filósofo.
Foi Fundador também da Arte Marcial Filosófica do Nei Kung, sistema que resgata os princípios filosóficos milenares do I Ching como ferramenta prática para lidar com a ansiedade, o medo, desenvolver a força e coragem para enfrentar os desafios internos e também as provas que o mundo nos impõe.
Exímio escritor e conferencista deixou várias obras sobre os temas das Artes Marciais Filosóficas, Psicologia, Educação e Humanismo.
Sabemos que para todos os saudosos discípulos de filosofia, amigos e companheiros deste grande homem que foi Michel Echenique a sua marca foi profunda e eterna. Sua vida foi uma demonstração da esperança de um futuro melhor para humanidade e, em especial, para o Brasil e os brasileiros, terra e povo pelo qual ele nutria um profundo amor e admiração. Sabemos que ele não nos deixou e sim empreendeu viagem para o profundo mistério transpassando os umbrais da morte, tema que ele tão bem soube nos ensinar.
E como todos os grandes homens que passaram pela humanidade lançou suas férteis sementes na terra, saberemos nós, filósofos à maneira clássica, cultivá-las, fazendo crescer ainda mais o Ideal de Fraternidade, Amor e Sabedoria em todos os cantos deste nosso Brasil.

“Descondicionando o Corpo, Mantendo livre e Natural a respiração, pacificada a emoção, vazia a mente, verás que a Arte do Poder Interno é a Arte de Viver.”

P.S. - Demiurgo, como faço para entrar em contato com você?

Demiurgo disse...

Para entrar em contato com a editoria do site basta enviar email para seitaacropole@gmail.com

Normando disse...

cofurylDemiurgo,
Sou novo na NA e muito do que é especulado nesse blog, eu sinceramente nunca ouvi falar. Mas como sou novo minha opinião sobre isso não tem muito peso.

Antes de prosseguir, tenho que comentar sobre um grupo aqui do meu bairro, que DIZEM que se reune secretamente para dançar o rebolation. Existe tbm outro grupo por aqui, que DIZEM que se reune para torturar crianças.

Bem, com relação ao grupo 1, se isso for verdade ou não, se isso é uma religião ou não, se isso faz bem PARA ELES ou não... Só interessa a eles e a mais ninguém, concorda?
Agora, o grupo 2 pode estar cometendo crimes. Isso é um problema social... é problema meu, seu e de todos, concorda?

Com relação às perguntas feitas aqui, a maioria (principalmente com relação aos estudos, símbolos e cumprimentos) só interessa a quem faz parte da OINA, concorda? Já que, se isso fizer um mal a alguém, será apenas a quem está lá dentro. É um problema interno.
Como eu não fiz nenhum pacto e não tenho obrigação alguma de permanecer na NA, o dia que eu me sentir mal, que os ensinamentos forem contra os meus princípios ou algo assim eu não terei problema algum em abandonar a instituição, concorda?

Agora, se a OINA, comete algum crime, ou causa qualquer tipo de mal à sociedade, isso é um problema de todos, concorda?

Se está concordando comigo, vamos nos focar no que é de interesse de todos. Quais os problemas que a OINA trouxe, traz ou suspeita-se que pode trazer para a sociedade?
Que fique bem claro, isso não é um desafio do tipo "Prove que a NA é nazista!" até pq pelo que vi, em momento algum vc faz acusação, apenas levanta suspeitas (de forma irresponsável) ou usa acusação de outros.
Isso é um convite para investigarmos juntos. Apesar de não concordar com essas suspeitas, eu nunca duvido de que eu possa estar errado.

Uma das coisas mais importantes que aprendo na Nova Acrópole, é o verdadeiro significado das palavras. Hoje em dia muitas palavras importantes estão com os significados totalmente deturpados. Ex: Religião, Amor, Justiça, Sabedoria.

Não somos responsáveis apenas pelo que dizemos, mas também pelo que as pessoas vão entender. E você, apesar de não ser direto, induz as pessoas a fazerem ligações entre a OINA e o nazismo usando frases fora de contexto e citando pontos em comum como: O uso de uniformes, a relação hierárquica e discipular, a semelhança entre simbolos.
Baseado nesses argumentos, podemos incluir ao lado da Acrópole como grupos nazistas: os lideres carismáticos, os alemães, as forças armadas, os budistas, as pessoas que usam bigode e talvez até as mulheres que fazem um tipo específico de depilação (uma clara homenagem à Hitler).

Você comenta em determinado momento sobre a suástica... Você pelo menos sabe o significado da suástica??? Ou a unica relação que você faz a partir dela é com o nazismo???

Demiurgo disse...

Normando, sua tática de argumentação é inteligente, contudo é facilmente percebida como incompleta. Usar vizinhos na exemplificação não ajudará a apagar os símbolos e as condutas acropolitanas.

Ficamos felizes contudo com a reação que o blog causou. Dessa forma, por ser novo na NA, já continuará por ela tendo sido avisado que se trata de um culto religioso teosófico e não uma escola de filosofia. Isso já será o suficiente para perceber o que querem quando lhe pedir para vender ou jogar fora os seus CDs que não são inspirados, deixar de frequentar seus amigos não acropolitanos e família. Entenderá o objetivo desses pedidos travestidos de "coisa boa". Continue duvidando do Seita Acrópole e também da Nova Acrópole. Aliás, como eles mesmo dizem: "não há nada superior a verdade". Mas não se esqueça da sua individualidade ao buscar essa "verdade".

Normando disse...

só para constar:
Não coloque palavras na minha boca, em momento algum esse blog me fez desconfiar da Acópole. Acredito no que vivo e não no que personagens virtuais especulam na internet.

Como disse antes, se um dia não me sentir confortável com o que vejo na NA, apenas deixarei de frequentá-la. Mas mesmo que esse dia fosse hoje, sairia com um sentimento muito profundo de gratidão pelo tanto que aprendi e cresci (não através de palavras que li ou ouvi, mas através de atos que presencio) e continuaria a indicar o curso.

Seguindo o que fiz no ultimo post, separando as especulações desse blog entre as que são de interesse público e as que são de interesse de quem pertence à OINA:

* O que é de interesse público:
As acusações de que a OINA tem ligação com o nazismo ou qualquer atividade criminosa, não fazem o menor sentido. Até agora não foi mostrado nada relevante. Apesar de essa ser sua maior "arma" contra a NA pois é a propaganda do seu Blog.

* O que é de interesse de quem participa da OINA:
Você faz uma infinidade de perguntas, insinuando que esses assuntos são estudados secretamente (acredito que fez isso apenas para encher linguiça, pois são perguntas simples e extremamente inocentes). Mas a maior parte desses assuntos, vemos no primeiro nível ou até em eventos públicos gratuitos como a feira de filosofia ou em palestras. Para responder algumas dessas perguntas de forma justa você teria que saber o verdadeiro significado das palavras "Filosofia", "Verdade", "Sabedoria", "Ideal" e muitas outras (Primeiro nível). Então o que você pede são aulas. Isso você pode ter em uma das escolas da Nova Acrópole da sua cidade.

Como você propôs um dialogo mas não vejo suas respostas, esse parece ser meu ultimo post.

PS: Quando comentei sobre os grupos que existiam no meu bairro, espero que você não tenha entendido ao pé da letra. Esses grupos não existem de verdade. Talvez seja por esse motivo que a NA assusta tanto certas pessoas. Elas vêem as coisas de forma muito superficial.

Demiurgo disse...

Normando, infelizmente o sr Michel Echenique não respondeu todas as perguntas que propomos e sugeriu o mesmo que você, ir a um centro de estudos acropolitanos. Como vimos em um dos comentários e confirmado infelizmente o Sr. Michel Echenique falecera...

Você vem com uma perspectiva interessante no seu comentário, a exemplo, sugere afirmativamente que os estudos teosóficos são um detalhe importante para a doutrina acropolitana?

Quais as respostas que você gostaria que o site Seita Acrópole lhe desse? Sobre o Nazismo? Leia o Post http://seitaacropole.blogspot.com/2009/01/sobre-os-nimos-exaltados.html

Onde respondemos prontamente sobre o Nazismo e a Nova Acrópole. Novas respostas demandam novas perguntas, ou a discussão detalhada das antigas. Contamos com sua disposição! Faça o questionamento detalhado e minucioso.

Esperamos que continue o diálogo, pois somente ele enriquece a busca pela informação. Aguardamos seu próximo comentário.

Pedro disse...

é impressionante ver uma pessoa frustrada... quanta infelicidade...
lamentável!

Anônimo disse...

Recentemente tenho me questionado se JAL recebeu algum tipo de influência de refugiandos nazista na argentina. Seu interesse pelas armas, fardas e símbolos podem ter sido herdados de algum contato com algo do gênero.

Anônimo disse...

Fui ex-membro da NA. Descobri esse blog por acaso e confesso que há tempos procurava algo parecido na net.
Muita do que foi exposto e defendido por acropolitanos ou não, ficou somente na superfície do assunto.
Infelizmente o senhor MEI não mais poderá explicar. Em todo caso, qualquer um que seja acropolitano irá defender o seu. Normal isso.
O senhor MEI era com certeza uma pessoa carismática e falava bem (era pessoa que se fosse vendedor, faria esquimó comprar geladeira). Dentro da NA, o mesmo era (talvez seja mais agora) visto quase como um Deus (por incrível que pareça, cheguei a ouvir comentários de praticantes de Nei Kung que o mesmo se teletransportava. Detalhe: o pessoal acreditava nisso).
Fiz o curso de iniciação, mais por obrigação do que por vontade, devido ao que eu praticava na instituição. Me formei e virei membro.
Depois de alguns acontecimentos, decidi sair da NA, pois começei a ver a mesma como algo pernicioso para minha vida. Acredito que a verdadeira filosofia é a troca de informações, conhecimento; e não uma estrutura do tipo: sente, escute e obedeça o que falo. Na NA é deste jeito. Pessoas que se acham (ou se vêem desta forma) sábias, querendo "iluminar" aqueles que eles julgam não o serem.
Presenciei muitas coisas, dentre as quais: quando você concorda com o que é dito, você estará na graça dos acropolitanos; a partir do momento que você não concorde mais com a forma de ver deles, você é ridicularizado na frente de todos, bem como passa a ser descriminado.
Acredito que a Filosofia liberta. Mas infelizmente o que é realizado na instituiçao é nada mais nada menos do que uma verdadeira lavagem cerebral.
Todos temos nossos valores pessoais, os quais adquirimos por nossos pais e familiares. Isto, na NA não vale. Não existe. Existe o valor NA e esse é o certo e o melhor para você e para o ser humano. Esta é a forma sábia, que os sábios da instituição utilizam.
Confesso que não vejo diferença nenhuma entre o que faz a NA e uma IURD. Ambas trabalham da mesma forma. Falam ajudar as pessoas e querem "melhorar" suas vidas, mas no fundo o que aconteçe é uma verdadeira alienação mental e muito $$$ por detrás disso.
Qualquer um pode constatar isso.
A lavagem começa deste pequeno, com o que chama de "Távola redonda", que visa pegar as crianças e começar a introduzir os ideais da escola e assim por diante. As práticas são muitas e com vários nomes (Nei Kung, Janus, etc.), mas tudo com a mesma finalidade.
Afinal de contas, como é a melhor maneira de você controlar um determinado grupo de pessoas? A receita todos sabemos, pois tanto a NA, como a RC, a ST, os partidos políticos, entre outros utilizam a mesma fórmula. Lavagem cerebral.
Inúmeras vezes vi e fiz, a recitação da máxima utilizada na NA, com a braço direito estendido (saudação nazista): "Não há nada superior à verdade!"
Que eles se acham melhores que os demais, sim se acham. Pois eles se vêem como escolhidos, como iluminados em um mundo às escuras. Infelizmente não perceberam ainda, que o dia que o corpo deles perecerem, irão feder e serão comidos por vermes como todo mundo.
Realmente NÃO HÁ NADA SUPERIOR À VERDADE. Este é a minha verdade e minha contribuição a este blog.
Bom trabalho e continuem firme.

Lucas Serafim disse...

Impressionante...

O que leva um cara a se dar ao trabalho de montar um blog completo, especificamente para "queimar" uma instituição? Montar e manter por dois anos, discutindo uma infinidade de FOFOCAS... Será que eles são? Será que eles fazem? Ouvi dizer que tal coisa... É verdade que tem símbolos escondidos?

Francamente, se eu não conhecesse essa escola de Filosofia, ficaria em primeiro lugar desconfiado DE TI! Das intenções do "Demiurgo"... Aliás: Demiurgo??? Cara, isso significa "Deus Criador"!!! Qual é a tua??? O cara se presta a ficar jogando lama sobre uma Escola com qual finalidade? Para quê? E ainda se chamando de Deus Criador??? Quem te paga, ó Demiurgo? Alguém que se incomoda com a promoção PÚBLICA de Filosofia, Cultura, Voluntariado, Ação Social, Ecologia, Artes, Ciências, etc...?

Me parece mais perigoso e suspeito o cara que procura denegrir essas coisas, procurando "cabelo em ovo", achando que tudo e todos encobrem algo por trás...

Não me parece que todo esse teu esforço em "debater" sobre Nova Acrópole seja por altruísmo e generosidade. Não me parece um trabalho esclarecedor sobre uma seita, parece um recalque pessoal TEU, que quer queimar o filme da escola chamando-a de seita! Agora... a troco de quê?

"Mostra tua cara, quero ver quem paga..."

Até montou um email seitaacropole...! Mas por favor! É muita vontade de avacalhar!! Esse cara é evidentemente mal intencionado, logo sua iniciativa de montar esse blog se torna suspeita...

Quem será esse cara que se esconde atrás do Demiurgo? E o que ele está ganhando denegrindo a imagem de Nova Acrópole...?

Ah, claro... ele já disse em outro post que sua identidade não é o objetivo do blog... melhor não perguntar.

Lucas Serafim
Porto Alegre/RS

Anônimo disse...

Meu caro Demiurgo: Eu nao estou mais na Nova Acrópole já faz mais de 6 anos. Mas passei 13 anos da minha vida aprendendo e construindo meu caráter graças aos ensinamentos dos grandes filósofos como Platao, Socrates, Pitágoras...E principalmente graças a todos aqueles que por ter conhecido a Nova Acrópole antes eram, para minha sorte meus Mestres. Entre eles é claro O Prof. Michel Echenique Isasa. Também muitos outros que nao te darei o prazer de saber seus nomes. Aconteçe que quando eu entrei pra Nova Acrópole, eu era um jovem de 23 anos e nao tinha a mais minima idéia nem referencia do que era , formar o caráter, vencer o medo, conheçer a si mesmo...todas essas coisas que qualquer filosofo clasico fala...em qualquer cultura. Os Mestres nada mais sao, que aquela pessoa que te diz..cara se tu fizere assim acho que vai ser melhor...pelo menos pra mim funcionou ...e ainda te da o exemplo com sua vida.sua forma de atuar no dia a dia. e dai voce aprende, pois o exemplo é a única ferramenta real para ensinar algo. Quando eu sai da Nova Acrópole por vontade própria, sem impedimento algum, nem ameaça de ninguem, eu tive em mim um monte de ferramentas para poder vencer na vida, sendo melhor professional, melhor esposo, amigo, etc. Hoje trabalho em um canal de TV que transmite futebol para toda Latino America e Estados Unidos. Cheguei aonde estou graças a poder ter em minhas maos as ferramentas filosoficas necesarias para controlar a minha ansiedade, a minha preguiça, e fortaleçer meu caráter em detrimento dos ruidos da personaidade que me levam sempre aos instintos, a sobrevivencia a qualquer preço, etc..etc.. Por isso todo este blog teria sentido ou funçao se estivesses falando de alguma coisa que realmente atacasse o interesse de cada pessoa que entra na Nova Acrópole procurando coisas que na nossa sociedade atual já faz muito tempo nao existe. Saber quem somos, e tirar de nós tudo o que nao somos para poder refletir a nossa mais intima essencia isso é a busca de um caminho de sabedoria ou filosofia ou ideal filosofico. Por isso se voçe com este blog, procura descobrir a Arca perdida, ou o santo greal ou a redençao de ter tirado a humanidade do buraco....lamento le informar que está apontando na direçao errada, pois o mundo está cheio de injustiças, ou melhor dizendo, com um Kharma negativo TREMENDO, como para poder este seu blog ajudar em algo. quer saber, usa essa tua energia pra ver como voçe pode fazer que as pessoas ao teu redor possam ter contato com alguma forma de conhecimento que faça elas se tornarem cada vez melhores Seres Humanos e nao unicamente médico, policias, advogados, engenheiros...pois isso é só a profissao, é hoje quando tens oum primeiro encontro com alguém certamente te perguntaram: o que voce faz ? E nao quem voce é ? E isso é um sintoma claro que todo teu esforço aponta pro lado errado...

Abrazo Fraterno

Rafael Mendy

Demiurgo disse...

Rafael,

Muito interessante o seu comentário. Digno da nossa réplica.

A premissa básica em se questionar a Nova Acrópole não é dizer se ela é boa ou ruim. Mas exatamente demonstrar que a Nova Acrópole se estrutura como uma religião, um pensamento religioso, de minoria, baseado na Teosofia e no pensamento não-científico.

A filosofia, como conhecida hoje, não cultua deuses, saudações, gênios, hierarquia.Pelo menos não é isso que se espera ao se estudar FILOSOFIA.

A Nova Acrópole está mais para uma escola teosófica e portanto de estudos espirituais, como o Kharma que você cita.

Esses pensamentos espirituais podem auxiliar as pessoas? Certamente e como você mesmo diz que os ensinamentos morais acropolitanos te auxiliam muito na vida fora dos Forças Vivas.

Mas a discussão nossa é para se centrar em um outro ponto: A Nova Acrópole é mesmo uma escola de filosofia? Porque símbolos, saudações, cerimônias, cultos, deuses, criacionismo, teosofias?

Um sujeito sabendo o que é Nova Acrópole antes de entrar nela e ,ainda assim, se encontrar lá ele estará mais pleno de consciência do que outro indivíduo que vai buscar filosofia.

Afinal, estamos falando de uma cultura religiosa ou não?

Obrigado por participar do blog.

Anônimo disse...

Valeu cara!! calou a boca desses fanáticos! é uma pena que é preciso de um lugar manipulador como esses para fazerem as pessoas acreditarem que o que elas fazem é obra do que conheceram ali! por favor! são forças que SEMPRE existiram dentro de nós e a promovem dizendo que foi ela quem ensinou ou pior, que ela quem abriu-lhes os olhos! é por isso que acaba hipnotizando e manipulando muitas pessoas com essa estoria, fazendo com que muitos coloquem neste lugar a tábua de salvação dos seus problemas. Deveriam é ter vergonha na cara e buscarem seguir os valores de uma sociedade mais justa sem precisar a se sujeitar à manipuladores mal intencionados que existem nesta escola, que se intitula filosofica, mas é opressora, pois nunca vi um filosofo ser tão bitolado quanto eles! em dizer ser voluntaria, onde as pessoas trabalham somente oprimidas. Onde falam de amor e fraternidade, mas a inveja e as fofocas se espalham ao menor sinal de prosperidade de um irmão! onde os poderes latentes do homem são mais um motivo para a busca da pratica da magia negra para se obter cada vez mais bens materiais. Onde se fala no estudo comparado para apenas resumirem-se em discussões e falatórios que não levam a lugar algum limitando a visão das coisas e alimentando os preconceitos que apenas separam as pessoas sob uma aura de ódio criado por estes pensamentos egoístas. Enfim, muitos despeitados da NA que escrevem aqui, não se reconhecem como doentes, mas os são, não apenas isso, mas psicoticos e um perigo maior para a humanidade do que os que não sabem o que fazem, pois eles sim são o verdadeiro perigo pois fazem o mal conscientemente, mas se acham injustiçados quando a devida pega pelo karma lhes é devida. Da mesma forma como se acham no direito de atacarem as pessoas, a sociedade, os outros também estão no direito de devolver-lhes tudo isso, portanto, mais do que nunca, da mesma forma que existe a página da NA na web, divulgando coisas que eles acreditam que são realmente vividas, tem- se o direito de existir um site que diga a verdade, que mostre o que ela realmente é. Parabéns Demiurgo, seja lá como poderia ser a sua identificação, acropolitanos, VCS NÃO TEM NADA A VER COM ISSO! Ave!! hahah

Anônimo disse...

Boa noite, meu nome é Alexandre Noal, fui menbro da Nova Acrópole durante 4 anos. Era integrante da escola Bento Martins em Porto Alegre. Tenho mais coisas boas para falar do que coisas ruins. Sabe, quando entrei, tinha 17 anos. Na época estava passando por momentos difíceis. Meu pai havia perdido o emprego e minha mãe era dona de casa. Eu não tinha emprego, não tinha dinheiro,e não tinha muitos valores. Quando cheguei fui super acolhido. Meu professor do Nível I foi o querido Rafael Mendy, pessoa que me fez olhar o mundo de uma maneira mais humana, carinhosa e interessante. Estudei durante 4 anos. No início, não conseguia pagar a mensalidade, mesmo assim, eles deixavam eu estudar. Estudei Platão, Aristóteles, Buda...lia muito, coisa que nunca tinha feito na vida. Sabe, quem dera eu tivesse na infância esse estímulo para aprender...Bom, fui fazendo os outros níves, aprendi sobre simbologia, sobre psicologia, sobre o mito da caverna, etc... Pouco tempo depois os acropolitanos me conseguiram um emprego. Daí, comecei a pagar a mensalidade ( apenas 60, 00). Comecei a estudar mais, conhecer pessoas maravilhosas ( Ronaldo Borba, Paulo Arrache, Rafael Herbet, Rômulo, Graziela, Pércio, Verinha,Gerusa, Flora, Samuel (samuca), etc). Fiz artes marciais, fiz teatro, fiz um monte de coisas....Bom, depois disso tudo, resolvi sair para enfrentar a vida ( ou seja, estudar para o vestibular, para concurso emfim, fazer a minha vida)mais fortalecido e mais convicto. Lembro como se fosse hj. Eu disse para a minha professora Graziela: - grazi: estou indo embora, daí nós conversamos e ela me disse: Alexandre, vc é um guri muito querido, te desejo sucesso na vida e que tudo que vc faça vc faça com garrra e amor, pois assim as coisas darão certo. Bhá! foi um estímulo e tanto!!!. COnfesso que saí muito fortalecido, com outros valores. Hj estou no sétimo semestre de Direito, já assumi 4 cargos públicos ( Nos correios, na CEEE, e hj trabalho no Tribunal de Justiça de POA). Em menos de seis meses serei chamado na Procuradoria do Estado... enfim, claro que tive força de vontade para conquistar meu espaço na vida, mas, confesso que a NA foi um dos fatores que possibilitou eu ter me estrutura para aguentar a vida. Confesso que gosto muito da minha vida, da minha família, da minha namorada, dos meus amigos queridos.da liberdade...etc. Talvez não voltaria a ser menbro da NA, pois menbro demanda uma responsabilidade maior, mas com certeza, assistiria uma palestra, um sarau, um vídeo comentado, etc. Sabe, tem muita gente boa nessas escolas de filosofia. Acho que cada um tem um momento para viver as coisas e devemos respeitar. A felicidade é a medida de todas as coisas. Não sabemos ao certo o que nos epera amanhã...só peço a Deus que eu tenha a alegria de fazer a escolha que me dê paz e alegria.
Ah! respondendo a pergunta: Não acho a NA uma seita. TB não acho uma lavagem cerebral. Cada um é livre. Não é necessário impetrar um Habeas Corpus para sair da NA rsrsrsrs.
Habeas corpus ( ação constitucional que visa impedir a coação ao direito de ir e vir)
Ninguém é coagido, aliás, vivemos em um Estado Democrático de Direito, o qual tem como fundamento a dignidade da pessoa humana e como objetivo a formação de uma comunidade justa, fraterna e solidária.
Também, Constitucionalmente temos o direito à liberdade, talvez um dos maiores direitos que existem. Aliás, é a liberdade que nos torna conscientes da cidadania. Enfim, cada um é livre para fazer o que quiser, desde que não lese a natureza ou o outro. Por isso que quem critica muito a NA não critica com muita razão, pois, se querem ser feliz, sejam do jeito que vcs querem....deixem os caras fazerem as coisas que acham certa....não estão ferindo ninguém!!! se quiser fumar, fuma, se quiser beber, bebe, se quiser dançar pagode, dança, se quiser estudar estuda, enfim....curte a vida!!!!
rsrsrsrsrssrsrsrs
Abraço carinhoso a todos!
Alexandre Noal dos Santos
Porto Alegre

Demiurgo disse...

Olá Alexandre Noal,

Não questionamos hora nenhuma que possa ter pontos positivos na Nova Acrópole.

O seu testemunho foi muito interessante e ampliou certamente o conhecimento sobre o que é a NA.

Como ex-membro acropolitano poderia responder parte das perguntas que foram feitas ao Michel? Cerimônias, símbolos e etc? Poderia virar post no blog.

Anônimo disse...

Olha Alexandre Noal, com tantos méritos voce poderia continuar na NA e certamente teria se dado muito bem, inclusive FINANCEIRAMENTE. Alguma coisa está errada quando um estímulo vindo de pessoas estranhas e nocivas pesa mais do que a dedicação dos pais, que deveria ser sempre reconhecida. Voce me parece arrogante. Voce vai ser chamado já para procurador, sem nem ter acabado o curso deDireito? Quando voce fala no ensinamento de NA com a visão de um mundo mais humano, gentil, não é verdade. A visão de NA é de mandar e ser obedecido, é como aquelas antigas nobrezas, perversas, cruéis, sádicas e imorais. Com relação a carinho, humanidade, o pessoal de NA diz que o RJ não vale nada, que as mulheres são prostitutas e os homens vagabundos. Será? Será? Quando o membro começa a se inquietar que algo está fora do lugar, que alguma coisa não bate - o Chefe fala assim: Voce veio aqui por suas próprias pernas (só que eles esquecem de completar - para ser enganado e para servir de marionete para nós e para quem nós servimos. Mais uma coisa, para voce saber, aqui há pessoas também concursadas, com famílias estruturadas e amadas e reconhecidas. Alexandre, voce pensa ou é pensado? Isto também é uma frase de NA.

Anônimo disse...

No trecho:"Ninguém é coagido, aliás, vivemos em um Estado Democrático de Direito, o qual tem como fundamento a dignidade da pessoa humana e como objetivo a formação de uma comunidade justa, fraterna e solidária".???????
O que?? onde que ali ninguem é coagido?? só porque vc teve a sorte de ter encontrado alguem que preste pra ter lhe dado uma palavra de conforto, vc generaliza dizendo que na NA inteira não existe coação?? vc realmente ficou ali por 4 anos?? quando vc se torna membro , é obrigado e ameaçado de ter que ir panfletar, de estar na guarda, ou mesmo na limpeza da escola. Esta escola consegue adeptos pela própria desgraça financeira existente na sociedade, apreoveitando-se da fragilidade das pessoas que se encontram desorientadas, agredidas pelos sofrimentos da vida, que por falta de uma orientação forte dentro da familia para que se consiga ter suporte e fé interiores para viver com força os reveses da vida.Eles aparecem como salvadores, as pessoas se enganam e eles se aproveitam disso. Por isso, pais,cuidem de seus filhos para que lugares como esses não cuidem deles por vcs, pq se não se perdem pelas drogas, pelo alcool, se perdem por estas seitas intituladas a salvação dos seus problemas, e acabam destruindo muito mais a vida desta pessoa do que colaborando com o seu bem. Para quem estuda lá, se identifica, se sente "bem" é porque tem interesses pessoais muito superiores a qualquer tipo de fraternidade. Os titulos de MM, ou até mesmo participar da Brigada Feminina ou fazer parte do Corpo de segurança, faz o orgulho e a vaidade entrarem em extase...e quem não quer se sentir poderoso? é isso que vendem! que entrando na NA vc pode ser Deus! um supremo!! o que na realidade mantem as pessoas por anos ali é a propria energia gerada por estes sentimentos, a sensação de superioridade, mas quando a pessoa acorda e percebe que isso é gerado por estes sentimentos e não propriamente pelos 3 principios ela sente que isso não é tão importante assim.Portanto vc cita que passou por problemas aos 17 anos, e na idade das crises meu amigo!! vc foi mais um fisgado pela "bondade" deles. Acredito que na realidade as pessoas deveriam é ter mais consciencia e se perguntarem mesmo nos momentos de maior aflição onde estarão se colocando, pois um erro não justifica outro, tudo é feito de escolhas, e vc escolheu ir pra NA, poderia ter escolhido uma igreja, ou pior das hipoteses cair nas drogas, mas o principal é que foi vc que queria mudança de vida e foi procurar em um lugar o que vc deveria ter procurado dentro de si mesmo, tendo mais fé. Desculpe, mas muitas pessoas precisam é ter vergonha na cara, porque buscam sempre o caminho mais facil, sempre querendo que os outros resolvam seus problemas em vez de buscarem por si mesmos...nisso tudo, muitos como vc tambem passaram por problemas financeiros, vc não é o unico, mas muitos vão a luta, procuram estudar mais, fazem bicos, vende doces na rua se for preciso, mas não se deixam corromper, e a NA de uma forma velada corrompe as pessoas, porque tiram delas o direito de seguirem o rumo da propria vida, pq independente da hierarquia, cada um tem seu karma, sua vida própria e isso nunca eles poderão anular. Acredito que o discernimento é a base de tudo, porque por ele é que escolhemos e definimos nosso caminho e que não deixemos nas mãos dos outros o nosso discernimento pq poderão fazer o que quiserem de nossas vidas.Acordem pessoal!

Anônimo disse...

Alexandre, tem um ditado antigo que diz: "foi mexer com fogo e acabou queimado". Espero que voce entenda que não estamos contra voce e sim contra a perfídia de NA. Tomara realmente que voce se "queime", que voce começe a duvidar. Não pense que voce é o primeiro inteligente que é enganado. Escute alguém de sua família... Todos nós que estamos aqui passamos por lá e também engolimos em seco quando vimos que estávamos errados ao fazer opção pela NA. No meu tempo, ha anos atrás (a partir de 1989), teve uma lista de aniversário do ME, e a "professora" passou a lista para o presente e assinamos a lista e voce acredita que a "professora" falou dissimuladamente que o dito ME gostava do relógio "ROLEX" e bem foi o que ele ganhou. Hoje eu pergunto como aquele dinheiro arrecadado deu para comprar um "ROLEX"? Na época eu nem sabia quanto custava o mais barato desta marca, hoje eu sei e sei também que a listinha era apenas um detalhe, pois éramos pessoas ingênuas, bobas, tolas e idealistas. Voce estará trabalhando num lugar que será muito útil a eles. Cuidado! Vão começar pedindo para voce colar cartazes de NA nos quadros de avisos. Não pode! Quando eu frequentava a NA uma professora que já fazia tudo para ser Machado (já era chefe de filial), sugeriu que quando o processo de despejo passasse por onde eu trabalhava, que eu o segurasse (não o deixasse ir adiante) e eles falam isso rindo com a maior despreocupação do mundo (com cinismo). Bem eu gostava da escola mas nem respondi, porque eu não faria isso nem para algém da minha família - porque não é correto - e a conversa morreu ali. Não formei caráter em NA, eles tentaram me corromper, mas venceu o bem. De outra vez o tal ME sugeriu que eu poderia abrir uma empresa de segurança (é lógico) com a supervisão de NA. Também nem respondi. Eu colocaria meu dinheiro, nome, cpf, id., título de eleitor. Também não colou. Graças a Deus posso estar aqui contando essas coias, não pensem que sai barato, eles sabem direitinho quem sou, quem é o dono do blog, e quem posta aqui. Eles perseguem implacavelmente, mas estou aqui, Graças a DEUS.

Anônimo disse...

Bom, diante de toda essa discussão, que já vem há anos, acho importante para fazernos refletir duas frases do pedagogo Paulo Freire (Livro: Pedagogia do Oprimido):
"Ninguém se conscientiza separadamente dos demais, porque a consciência se constitui como consciência do mundo".
" Cada um tem seus próprios caminhos de entrada nesse mundo comum, mas a convergência das intenções, que o significam, é a condição de possibilidade das divergências dos que, neles, se comunicam".

Abraço a todos!!!

Alexandra disse...

Por trás de toda pessoa agressiva há uma criança assustada. Agredir, violentar, insultar, intimidar, todas são práticas cotidianas de nossa humanidade que ignora o real princípio de vida que a anima. Essas práticas são ainda mais acentuadas quando nossa humanidade se pensa anônima, como quando dirige seus carros ou publica opiniões em blogs e meios de comunicação na Internet. Os humanos selvagens agressivos, que não passam de crianças assustadas, sempre partem do princípio de que seus semelhantes estão errados e são motivados por péssimas intenções, pois só assim seria possível legitimar a violência que eles e elas perpetram. Porém, como são crianças são os primeiros a choramingar quando alguma agressão lhes é dirigida. Esse é o diario de bordo do Quiroga de hoje, me fez pensar em pessoas como você.

Demiurgo disse...

Olá Alexandra,

Você direciona o seu comentário a quem?

Se houver alguma agressão no site, não necessariamente nos comentários, poderia nos apontar?

E quanto ao conteúdo da postagem? Você é ou foi acropolitana? Sabe a resposta de alguma dessas questões?

Agradecemos por participar.

Anônimo disse...

Por ter um linguajar perceptivelmente prepotente e arrogante presume-se obviamente em se tratar de uma doente acropolitana. Se demosntra dizer tão claramente de que e onde se origina as condutas e afirmando ser de crianças e violencias também deve ser uma psicologa ou melhor...esses acropolitanos de quinta categoria na sua infinita e enorme prepotencia adoram posar-se de psicologos, sociologos, advogados (do diabo, é claro), enfim...de Deus! onde podem JULGAR sem a menor cerimonia. A violencia que ela cita, como eles adoram passar-se por vítimas, eles não aprenderam sobre a lei do retorno, se ela percebe violencia em nossas palavras (sinceramente não vejo onde está enunciado alguma violencia por aqui em testemunhos), é porque eles é quem praticam isso, e com muita frequencia e ardilosidade supremas nestas escolas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, núcleos de formação de bruxos e pessoas que sabem da origem da violencia e a praticam deliberadamente e com as piores táticas. Provavelmente ela é mais uma que a pratica deliberadamente, podemos perceber isso em seu tom autoritário e manipulador, típico dos acropolitanos, que são incisivos em suas acusações, sendo até psicóticos. No mundo de hoje onde estão a buscar a indentidade humanda nas relações eles fazem o inverso. Tudo isso se bem comprovado, podem responder perante a Justiça por tantos hábitos discriminatórios que existem lá dentro, um exemplo, a discriminação no meio do Corpo de Segurança a respeito dos gays. Ou mesmo, como muitos sofreram, posso citar assédios morais, que não é dificil encontrar esta pratica dentro do grupo. Enfim, apenas os que são beneficiados com esse sistema podre é que vem aqui no blog, despeitados, criticar o testemunho das pessoas. Coitada...não passa apenas de uma criança mal orientada.

Anônimo disse...

Alexandra, tolinha, representante dos magos "ching ling". Acorda mulher! Sabe quem são anônimos? Aliás se julgam anônimos? São os mandos que têm domínio do corpo astral e a partir disso entram na casa das pessoas para praticar sexo. Escute bem: Tenho para mim que eles já estão na sua cama, pois os membros são escolhidos pelos chefes, para a sedução final. Uma vez um ME disse que eu não sabia do que ele era capaz. Felizmente hoje eu sei, matança de animais para a magia "ching ling", tara (são todos tarados), debaixo da aparência civilizada, escovada, os bonequinhos são as piores pessoas que eu já conheci na vida. São pessoas sádicas. São todos possuídos. Nós que passamos por lá temos muito que falar... Bem, vou deixar uma frase: "Eu sou como um sonâmbulo e vou onde a Providência me leva". Te a ver com a filosofia acropolitana. Alexandra, voce é dona de suas ações? Quem controla sua consciência? Reflita.